Imprima esse post .
CONFISSÃO DE AMOR – Filemon F. Martins

Vou confessar-te, querida,
porque tu és minha flor,
por ti eu dou minha vida,
por ti eu morro de amor.

Vou confessar-te, querida,
que não tenho outro desejo,
só quero ver-te esculpida
na moldura do meu beijo.

Quero sentir teu carinho
porque tu és minha flor
perfumando o meu caminho
sem mágoas por onde eu for.

Não sei se és prometida
- nem quero dizer adeus,
por ti eu dou minha vida
olhando nos olhos teus.

Quero viver tão somente
longe da mágoa e da dor,
se a vida for exigente,
por ti eu morro de amor.

 


Veja Mais:

26 / 09 / 2017 - PRINCESA

25 / 09 / 2017 - ANSEIO ARDENTE – IZANA CARVALHO

21 / 09 / 2017 - A PERSPECTIVA DE DEUS

20 / 09 / 2017 - PRESENTE DO CÉU

19 / 09 / 2017 - NÃO EXISTE O JAMAIS – Marcial Salaverry

13 / 02 / 2017 - DEUS ME DEU VOCÊ

10 / 02 / 2017 - O SOM DO CORAÇÃO – Débora

08 / 02 / 2017 - O AMOR DE DEUS – Paola Schipitoski

07 / 02 / 2017 - CONTANDO OS MINUTOS

06 / 02 / 2017 - TEMPO DE AMAR – Kátia Coutinho

Deixe seu comentário





(*)campos obrigatórios.

Publicidade Externa Google
PRA MARISANGELA ROCHA I PRA MÔNICA CRISTINA I PR CÉSAR CARVALHO I PR RODRIGO LOURENÇO