Ana e Jhonny


Conheci o Johnny em 2017, quando ele começou a ir na minha igreja com a mãe. Quando eu o vi já me apaixonei, mas quando vi a mãe dele junto, achei que fossem um casal e passei muito tempo pedindo perdão a Deus por ter cobiçado o homem alheio hahaha. Graças a Deus na semana seguinte, eu soube que eram mãe e filho, então passei a “investir” mais e sem peso na consciência.

Nos tornamos amigos e passamos a conversar com mais frequência, ele é muito tímido e eu muito extrovertida, então eu achava que ele não tinha interesse nenhum. Ficamos somente nas conversas, até que tive um pesadíssimo momento de luto na minha família, minha mãe morreu. Foram períodos bem turbulentos onde eu não queria ver ninguém, senti a dor mais profunda que já havia sentido antes, passei a morar sozinha na casa que eu morava com a minha mãe e passei quase 3 meses dormindo na casa de amigos, só pra não ter que voltar pra casa e sentir todas aquelas emoções de novo.

Passaram 3 meses e o Johnny estava sempre me ajudando diariamente com tudo o que podia, e até me ajudou financeiramente a pagar algumas contas (mesmo estando quebrado financeiramente). Foi nessa época que eu passei a perceber alguns outros olhares femininos pra ele, percebi que outras meninas estavam se interessando, afinal nós dois éramos apenas amigos. Eu nunca tinha namorado na vida, ele também não, então pensei: vou mandar uma mensagem pra ele, não tenho nada a perder. E mandei: “Tô gostando de você e não é só como amiga”,  ele levou algumas horas pra me responder, (ele ficou em choque kkk) Era um domingo do congresso de jovens da nossa igreja e sempre depois do culto todo mundo saía pra lancha, e só nesse momento ficou nítido pra mim que ele tinha algum interesse (pensa na minha agonia achando que ia levar o primeiro fora da vida, de um garoto que eu nem tinha namorado kkkkk) foi então que depois do lanche conversamos bastante e demos o nosso primeiro beijo. (Ele tava mais difícil do que passar em concurso público kkkkk) e começamos a namorar.

Já estamos namorando a 2 anos e 2 meses, nesse meio tempo fui mandada embora do meu primeiro emprego da vida e guardei todo o meu FGTS pra a reforma da nossa casa, ele tbm foi mandado embora do emprego dele e tivemos que parar de juntar o dinheiro pro nosso casamento, consegui um emprego na quarentena e fiquei muito feliz em poder continuar com os nossos planos, já até montei a lista com o planejamento da nossa festa. Mas fui mandada embora do emprego novamente e ele foi chamado pra trabalhar.  Pelo fato de eu só ter trabalhado 5 meses e já ter usado o auxílio desemprego esse ano, provavelmente não receberei mais nenhum centavo e estou tendo que usar o dinheiro que tinha guardado pra nossa obra pra pagar as contas.

Queríamos casar em 2022, como eu disse, já tínhamos o planejamento, mas tudo virou do avesso e iríamos ter que adiar por tempo indeterminado. Até que a minha irmã me falou sobre essa promoção e quando eu contei pra ele, ele disse: “não temos nada a perder. Vamos tentar” e cá estamos hahaha.Hoje eu tô só a música da Aline barros: “Ouve ó Deus, nossa oração altíssimo…” kkkk


Patrocinadores

às