Debate 93

09 Jul

Qual o limite entre ajudar e incentivar uma postura preguiçosa?

Um ouvinte por e-mail

Sou casado há pouco mais de um ano, vivemos muito bem, mas temos tido um problema sério: o irmão dela! Apesar de casado, meu cunhado vive na dependência das irmãs e da mãe. Já pagamos algumas dívidas dele, para que o nome dele fosse limpo e conseguisse emprego. Ele foi chamado para uma entrevista e não foi porque teria que trabalhar aos domingos. Segundo ele, um cristão não pode trabalhar domingo porque é dia do Senhor. Meu cunhado é um preguiçoso! Fica com o carro da outra irmã, pede minha esposa para pagar escola e material dos filhos, e quando minha sogra recebe, ele pede a ela que faça as compras da casa dele. Penso em chamá-lo para ter uma conversa séria, mas minha esposa não quer. O problema é que não suporto mais isso e estou vendo que meu casamento está sendo afetado. Estou errado em não querer mais ajudar? Qual o limite entre ajudar e incentivar uma postura preguiçosa? Existe uma maneira sábia de lidar com um deitão?

OUÇA O DEBATE COMPLETO
  • Pr Vladimir Castro

    Pr Vladimir Castro

  • Pr Márcio Rabello

    Pr Márcio Rabello

  • Pra Dani Neves

    Pra Dani Neves

  • Arthur Monteiro

    Arthur Monteiro

Você acredita em jugo desigual no que diz respeito a ministério?

às