NOTÍCIAS / BRASIL

Anvisa libera testes de vacina chinesa contra o novo coronavírus

Resultados oficiais da vacina serão divulgados nesta quinta-feira (16). Foto: Reprodução

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou nesta sexta-feira (3) a realização de testes da vacina contra o novo coronavírus desenvolvida pela farmacêutica chinesa de biotecnologia Sinovac. Segundo a Anvisa, o pedido de autorização foi feito pelo Instituto Butantan, de São Paulo.

O governador de São Paulo, João Doria, já havia anunciado no dia 11 de junho a parceria entre o Instituto Butantan e o laboratório chinês. Esses novos testes da CoronaVac, nome da vacina, serão feitos em larga escala e precisam fornecer uma avaliação definitiva da eficácia e segurança.

A vacina produzida a partir de cepas inativadas do novo coronavírus, está na terceira fase de testes, quando a vacina já pode ser administrada a um número maior de pessoas. O estudo clínico envolverá 9 mil voluntários distribuídos nos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná, além do Distrito Federal. Parte deles receberá a vacina e outro grupo deve receber um placebo, sem efeito. O objetivo é verificar se há o estímulo à produção de anticorpos para proteção contra o vírus.

A Anvisa informou que os estudos da primeira e segunda fases, realizados em humanos saudáveis e em animais, mostraram segurança e capacidade de provocar resposta imune “favoráveis”. Este é o segundo teste de vacina contra a Covid-19 liberado pela Anvisa no país. No dia 2 de junho, a Agência autorizou o ensaio clínico da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford, no Reino Unido.

Leia também

às