NOTÍCIAS / BRASIL

Dia do trabalho: manifestações em todo o Brasil

Houve manifestação contrárias e favoráveis ao governo federal.

Neste sábado(01) da do trabalhador, houve manifestação contrárias e favoráveis ao governo federal , em diversos estados do pais. Os críticos ao presidente Jair Bolsonaro pediram mais vacinas e defenderam direitos trabalhistas e a volta do pagamento do auxílio emergencial no valor de R$ 600.

Por outro lado, os apoiadores do governo criticaram o Supremo Tribunal Federal(STF) e pediram a volta do voto impresso e o fim das restrições sanitárias implantadas para conter a Covid-19.

No Rio de Janeiro, apoiadores do presidente  fizeram protestos durante todo o dia. O maior ato aconteceu em Copacabana, onde a manifestação interditou a Avenida Atlântica. Eles exibiram faixas pedindo intervenção militar sob o comando do presidente.

Essa interpretação é rejeitada pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), pela Câmara dos Deputados, por juristas, especialistas e ministros do STF.

Em Macaé, mais de 500 cruzes foram colocadas nas áreas da Praia dos Cavaleiros para lembrar as vítimas da pandemia. A ação foi feita por representantes de movimentos sindicais e lideranças sociais. O ato também representou a forma como o governo federal vem lidando com a crise sanitária.

Em São Paulo, manifestantes se aglomeraram na Avenida Paulista em um ato de apoio a Bolsonaro. Eles pediram “intervenção militar”. No local, um carro de som foi posicionado com uma grande faixa pedindo a reabertura econômica no estado de São Paulo durante a pandemia do coronavírus e contra o STF.

Em Maceió, apoiadores se dividiram em carreatas e caminhada na orla da praia. Os grupos também pediram a prisão do ex-presidente Lula e se posicionou contra o STF e o ministro Alexandre de Moraes.

Em Belo Horizonte, ocorreram atos contra e a favor do presidente Bolsonaro. Na Praça da Estação, no Centro, manifestantes pediram a ampliação da vacinação e a saída do presidente, na Região da Pampulha, uma carreata se reuniu em frente ao Mineirão Com bandeiras da Central Única dos Trabalhadores.

Curitiba, apoiadores se concentraram no Centro Cívico, em frente ao Palácio Iguaçu, mas carreatas com bandeiras e faixas foram vistas em vários pontos da cidade.

 

 

 

 

 

 

 

 

Leia também

às