NOTÍCIAS / BRASIL

Repórter da RecordTV é indiciado pelo MP por importunação sexual

Jornalista Gerson de Souza, da RecordTV, indiciado pelo MP por importunação sexual. Foto: reprodução

O Ministério Público de São Paulo denunciou o repórter Gerson de Souza, da Record TV, por importunação sexual. O documento teve o aval da promotora Maria do Carmo Toscano. Segundo o texto, o jornalista teria cometido o crime contra quatro jornalistas da emissora paulista na redação do programa ‘Domingo Espetacular’.

O processo foi aberto após 12 mulheres procurarem o departamento de Recursos Humanos da Record para denunciar as atitudes maliciosas do repórter. Elas afirmaram terem sido vítimas de assédio sexual, com toques físicos e palavras maliciosas. Em uma produtora, de acordo com os depoimentos, o jornalista teria provocado um beijo na boca.

A Record TV informou que o repórter está afastado do trabalho e que aguarda o desfecho do caso. Os advogados do jornalista disseram que vão provar a inocência dele e que mais detalhes não serão comentados porque o caso tramita em segredo de justiça.

Se condenado, Gerson de Souza pode pegar até cinco anos de prisão.

Leia também

às