NOTÍCIAS / ELEIçõES 2020

Lei da Ficha Limpa: mais de mil candidatos não poderão concorrer as eleições municipais

Entre os partidos, o MDB lidera em candidatos indeferidos pela legislação. Foto: Reprodução

A Lei da Ficha Limpa tirou 1.001 candidatos das eleições municipais deste ano. A maior parte, 840 é formada por políticos que tentavam um cargo de vereador, seguido de prefeito, 115 e vice-prefeito, 46. Os dados constam da base de registros no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com as candidaturas indeferidas.

O estado de São Paulo lidera com 202 políticos enquadrados na Ficha Limpa. Na sequência, consta Minas Gerais com 116 e Paraná com 78. Já os outros estados têm menos de 50 candidatos nesta situação.

Entre os partidos, o MDB lidera em candidatos indeferidos pela legislação. São 76 políticos. Na sequência, vêm PSD com 74, PL com 73, DEM com 66, Republicanos com 62, Podemos, PSB e PP com 52 cada um e PSDB com 51. As outras siglas têm menos de 50 candidatos enquadrados desta maneira.

Pela legislação estão proibidos a concorrer a cargos públicos candidatos condenados por decisão transitada em julgado ou por órgãos colegiados da Justiça. Há pelo menos dez crimes diferentes que se enquadram na lei, como lavagem de bens, tráfico de drogas, racismo, tortura, terrorismo e até aqueles cometidos contra a vida e a dignidade sexual.

 

 

Leia também

às