NOTÍCIAS / RJ

CFM mantem cassação de registro do Dr. Bumbum

Denis Cesar Furtado, o Dr. Bumbum, proibido de exercer a função no país. Foto: reprodução/redes sociais

Rio de Janeiro – O Conselho Federal de Medicina manteve cassado o registro do médico Denis Cesar Barros Furtado, conhecido como Dr. Bumbum. Ele é acusado da morte de Lilian Calixto, de 46 anos, durante um procedimento estético para aplicação de um tipo de plástico líquido de preenchimento corporal, aqui no Rio. A

A decisão do CFM foi publicada no diário oficial desta segunda-feira (13) e proíbe que ele exerça a profissão em todo o país. Não cabe mais recurso ao conselho.

Os advogados de defesa de Denis Furtado não se pronunciaram sobre a decisão.

Leia também

às