NOTÍCIAS / RJ

Fiocruz fará parte de estudo para testar eficácia de remédio contra Covid-19

Fiocruz participa de estudo com medicamento que pode prevenir a Covid-19. Foto: Reprodução/Internet

Rio de Janeiro – A Fiocruz começa a realizar, a partir desta segunda-feira (11), um estudo de fase 3 para testar a eficácia do medicamento Molnupiravir, fabricado pela farmacêutica MSD. Ele não substitui a vacina, mas, se aprovado, vai ajudar na prevenção da doença.

Para realizar o estudo, a Fiocruz abriu inscrições para que voluntários possam testar o novo medicamento. Os estudos feitos até agora indicam que a substância impede o desenvolvimento da doença. Os resultados do estudo desenvolvido pela Fiocruz devem ser apresentados em seis meses.

A ideia é acompanhar 30 voluntários, que serão divididos em dois grupos. Um grupo tomará o medicamento, o outro irá receber um placebo (medicamento sem qualquer principio ativo, ou seja, sem eficácia).

Segundo a Fiocruz, o uso do medicamento será avaliado como profilaxia pós-exposição (PEP). Na ocasião, serão avaliadas pessoas que foram expostas à Covid-19, mas que testaram negativo para a doença, e que tiveram contato com pessoas que testaram positivo para o vírus nas últimas 72 horas.

A triagem dos voluntários é feita através de um questionário para ser respondido no próprio site da farmacêutica MSD. Caso seja autorizado, o Molnupiravir, que atua no organismo ao introduzir erros no código genético do vírus, será o primeiro medicamento antiviral oral para Covid-19.

Leia também

às