NOTÍCIAS / RJ

Investigada por ligação com milícia, deputada Lucinha deve permanecer no cargo

Deputada estadual Lucinha. Foto: Divulgação/Alerj

Rio de Janeiro – A deputada estadual Lucia Helena Pinto de Barros, conhecida como Lucinha (PSD), investigada por ligação com a maior milícia do Rio, deve permanecer no cargo. Os deputados da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Alerj decidiram por 6 votos a 1, derrubar a decisão do Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio que, no final do ano passado, determinou o afastamento da deputada por tempo indeterminado. Apenas a deputada Verônica Lima (PT) votou pela manutenção da decisão do Tribunal.

A deliberação aconteceu na tarde desta quarta-feira (07) em uma reunião secreta no 18º andar do Alerjão, no Centro do Rio. O caso segue para o plenário da Casa, que deve decidir nesta quinta-feira (08) sobre o afastamento ou o retorno da deputada às atividades legislativas.

Leia também

às