NOTÍCIAS / RJ

Jardineiro do Hospital do Andaraí preso no lugar do irmão ganha liberdade

Wilton com a companheira Marcele Oliveira. Foto: Reprodução/Redes Sociais

Rio de Janeiro – O jardineiro Wilton Oliveira da Costa, de 33 anos, preso injustamente no lugar do irmão, ganhou a liberdade neste sábado (4), após 54 dias dentro da cadeia. Estudante de educação física e jardineiro do Hospital Federal do Andaraí, na Zona Norte, ele havia sido preso preventivamente no dia 12 de maio, acusado pelo roubo de uma moto ocorrido em 2018. Wilton alega inocência e diz que foi confundido com o irmão, que foi morto em fevereiro deste ano durante uma operação policial.

A mulher de Wilton, Marcele Oliveira, disse que o companheiro, com quem tem uma filha, Ana Sofia, de 5 anos, foi confundido com irmão dele, que era traficante e praticava assaltos. O nome do irmão é parecido, William, a fisionomia também.

O processo contra o morador do Morro do Encontro, no Complexo do Lins, ainda não acabou e agora família e defesa lutam para encerrar o caso e limpar o seu nome. Após ter dois pedidos de habeas corpus negados no Tribunal de Justiça do Rio, a defesa do jardineiro conseguiu a revogação da sua prisão no Superior Tribunal de Justiça (STJ). Com isso, ele responderá ao processo em liberdade.

Leia também

às