NOTÍCIAS / RJ

Quarto polo para pacientes com dengue é inaugurado na Zona Norte

Os polos estão localizados em unidades de Atenção Primária ou hospitais e funcionam de segunda-feira a sábado, das 7h às 19h. Foto: Edu Kapps/SMS-Rio

Rio de Janeiro – A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) abriu, nesta terça-feira (06), na Zona Norte, o polo de atendimento para pacientes com dengue na Policlínica Rodolpho Rocco, em Del Castilho (Estrada Adhemar Bebiano, 339). Esse é o quarto polo inaugurado na cidade para o enfrentamento da pandemia – os outros são em Curicica, Campo Grande e Santa Cruz, na Zona Oeste.

Os polos estão localizados em unidades de Atenção Primária ou hospitais e funcionam de segunda-feira a sábado, das 7h às 19h. Durante o Carnaval, funcionarão todos os dias, inclusive no domingo (11).

Além dos polos, todas as 237 unidades de Atenção Primária (clínicas da família e centros municipais de saúde), distribuídas por toda a cidade, estão aptas para o atendimento aos pacientes com dengue. Em 150 delas, inclusive, há centros de hidratação, que foram montados no final do ano passado para o atendimento de pacientes devido aos efeitos do calor e, agora, reforçam a capacidade de assistência às pessoas com dengue. Os polos são preparados para o diagnóstico e tratamento das pessoas com dengue, com pontos para hidratação venosa ou oral, conforme necessidade de cada caso.

No de Del Castilho, são 20 pontos de hidratação disponíveis. Pacientes com quadros mais graves e indicação de internação são regulados pela Central Municipal de Regulação e transferidos para leitos dedicados à dengue nos hospitais da rede de urgência e emergência do município. O Hospital Municipal Ronaldo Gazolla (HMRG), em Acari, é a unidade de concentração para a doença, inicialmente com 20 leitos. O HMRG, que durante a pandemia da covid-19 foi referência para o tratamento dos pacientes com quadros mais graves, tem expertise e preparo para passar rapidamente pelas alterações de fluxo necessárias em uma situação de epidemia.

Nesta quarta-feira (07), será inaugurado o polo de Bangu e, ainda esta semana, abrem os de Madureira, Tijuca, Botafogo, Centro e Complexo do Alemão. Caso haja necessidade em razão do aumento do número de casos, mais centros de atendimento poderão ser abertos.

Leia também

às