NOTÍCIAS / RJ

Venezuelanos são presos no Rio por tráfico de surdo-mudos

Panfletos como este eram usados em golpe por venezuelanos. Foto: divulgação/polícia civil

Rio de Janeiro – A Polícia Civil prendeu um homem e uma mulher venezuelanos acusados de trazer do país deles deficientes auditivos para pedirem dinheiro nas ruas cariocas. Segundo a polícia, Argelia Silva Jimenez e Dionel Acosta Perez, que também são surdo-mudos, mantinham os compatriotas em situação análoga à escravidão.

O esquema revelado pela investigação mostra que o casal prometia emprego aqui no Brasil para as vítimas. Quando chegavam ao Rio, as pessoas eram obrigadas a ficarem na rua, usando textos impressos para sensibilizar e pedir dinheiro. Eles só podiam voltar para casa após atingirem a meta estipulada. A polícia acredita que durante a semana os venezuelanos arrecadavam cerca de R$ 500 por dia. Nos fins de semana o valor seria de R$ 200.

O casal que liderava o golpe foi preso em cumprimento a um mandado de busca e apreensão na casa onde morava, no Grajaú, Zona Norte. No imóvel foram encontrados passaportes, documentos, cartões dos estrangeiros vítimas do golpe do emprego, além de centenas de folhetos que pediam a colaboração com valores que iam de R$ 0,25 a R$ 10.

Leia também

às