NOTÍCIAS / BRASIL

Brasil não terá vacinação em massa contra Covid-19 em 2021, diz vice-diretora da OMS

Prioridade é imunizar grupos de risco e profissionais de saúde. Foto: Reprodução

 

A vice-diretora geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Mariângela Simão, afirmou que não será possível vacinar todos os brasileiros contra o coronavírus (covid-19) já em 2021. Mariângela disse que é impossível a imunização em massa, pois não vai ter vacina suficiente no ano que vem para toda a população. Por isso, a orientação da OMS é que ocorra uma priorização de vacinar profissionais de saúde e pessoas acima de 65 anos ou que tenham alguma doença associada.

Caso tudo ocorra bem no avanço das pesquisas, a OMS acredita que seja razoável até o final do ano que vem a aprovação de duas ou três vacinas contra a covid-19. Segundo a representante da OMS, a expectativa é que em 2022 é um ano que haverá mais vacinas, já que há tantas em preparação.

“O importante agora não é imunizar todo mundo em um país, mas todos aqueles que precisam em todos os países”, afirmou Mariângela.

Há centenas de vacinas sendo pesquisadas, porém em fase final de testes são 10, segundo a OMS. Nesta etapa, chamada de fase 3 de estudo, é a última antes da aprovação e do registro do imunizante.

Leia também

às