NOTÍCIAS / BRASIL

Ministério da Defesa investiga mais de 50 mil militares que receberam auxílio emergencial indevidamente

Prazo para pedir benefício ou nova análise do cadastro termina nesta quinta, às 23h59. Foto: Reprodução

O Ministério da Defesa investiga cerca de 53 mil militares que receberam os R$ 600,00 de auxílio emergencial indevidamente. De acordo com a pasta, ao menos 30 oficiais da Marinha, que recebem salários de R$ 20 mil, fazem parte da fraude.

Segundo um balanço divulgado pelo ministério na última sexta-feira (26), mais da metade desses militares, o que corresponde a 52,7%, ainda não devolveu o valor ao governo federal.

Na ocasião em que a fraude foi revelada, o presidente Jair Bolsonaro disse que se tratava de militares de baixa patente e baixos salários, o que não foi comprovado pelo levantamento com dados da Defesa, já que oficiais com salários que superam os R$ 20 mil receberam o benefício. Bolsonaro, por outro lado, assegurou que os militares seriam punidos, e disse ainda que, no meio militar, quando acontece algo errado, “o bicho pega”.

Leia também

às