NOTÍCIAS / BRASIL

Propaganda de “pacote anticrime” é suspensa

Campanha seria veiculada até dia 31 de outubro. Foto: Reprodução/TCU

O Tribunal de Contas da União (TCU) suspendeu nesta terça-feira (08), a veiculação da campanha publicitária do pacote anticrime do governo Jair Bolsonaro.

Lançada na quinta-feira (03), em cerimônia no Palácio do Planalto, a propaganda, idealizada pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, custou R$ 10 milhões e defende pontos do projeto de lei que já foram derrubados pelo grupo de trabalho da Câmara dos Deputados que analisa o texto. As peças seriam veiculadas até o dia 31 de outubro.

Na liminar, o ministro Vital do Rêgo pede que o titular da Secretaria de Comunicação do governo Bolsonaro, Fabio Wajngarten, apresente ao tribunal em 15 dias algumas explicações, como o fundamento legal para a realização da publicidade, o custo detalhado da iniciativa e os documentos relativos ao processo licitatório.

Leia também

às